Como é ser youtuber? c/ Tomás Silva

Olá a todos, e nada melhor do que começar a nova atualização (IN SÉCULO 21 3.0) com um novo projeto. Neste projeto venho-te mostrar tudo, ou quase tudo, o que se passa por de trás das câmeras! E sem mais demoras vamos começar esta série:

  • Olá Tomás, o teu primeiro vídeo foi publicado há 2 anos, porque é que decidiste criar um canal de YouTube e já tinhas ideia do que é que ias falar quando começaste?

Criei um canal porque fiz um trabalho na escola onde o nosso objetivo era desenvolver conteúdos e apresentá-los durante 40 minutos. Passei horas a editar e a planear tudo e gostei de cada segundo, por isso achei que no Youtube ia conseguir exprimir ainda mais o que gostava de fazer, mas nunca soube o que queria realmente falar ou dizer. Veio com o tempo e acho que essa é um pouco a magia do Youtube, irmos percebendo ao longo do tempo aquilo com que nos identificamos e nós próprios vermos o crescimento das nossas ideias, gostos, entre outros…

  • Ser youtuber tem muitas vantagens, não tens horários, és patrão de ti próprio, podes trabalhar em casa mas quais são as responsabilidades e as dificuldades desta profissão?

A maior responsabilidade é sem dúvida “ter responsabilidade”, por mais redundante que isto possa parecer. Sou eu que defino os meus horários e os projetos onde me quero meter, por isso o facto de não haver horários pode ser entendido como algo bom mas muito mau se não o soubermos aproveitar. No meu caso, tento ao máximo estabelecer uma linha para ir não só ao encontro das minhas expectativas enquanto criador, mas também tendo em conta as marcas que trabalham comigo diariamente e que, de facto, me permitem fazer disto o meu trabalho. A maior dificuldade é ter que estabelecer uma divisão entre vida pessoal e profissional, uma vez que ambas se misturam constantemente. Não há um botão de off simplesmente.

  • Muitas das pessoas que te seguem admiram a tua lógica e forma como fazes os vídeos, por isso, apesar de já não ser um assunto muito falado, o que é que achas do Artigo 13º? A internet vai mesmo mudar? Achas que alguns youtubers estão a exagerar?

Não tenho uma opinião formada sobre o assunto mas acima de tudo acho que o artigo 13 serve para proteger os criadores, seja de conteúdo ou artistas de música. É uma forma de cada um ser valorizado pelo trabalho que desenvolve, o que peca é a forma como vai ser aplicado e as implicações que traz não para a plataforma mas para as pessoas que realmente produzem conteúdo nela. Não há um sistema que tenha capacidade de analisar os conteúdos da forma como o artigo 13 o prevê e, como tal, sai sempre alguém lesado com isso, nesse caso, muitos youtubers. Contudo, acho que há quem exagere na forma como difunde a informação, substancialmente para ser sensacionalista e para criar um falatório desnecessário. Mas é, de facto, um caso preocupante.

  • Uma das, se não a série mais famosa do teu canal é a do regresso às aulas, por isso e se puderes responder, como te surgiu a ideia de criar esta série e o que é que pretendes fazer nos próximos episódios? E visto que és tu quem realiza, edita e faz os guiões, alguma vez pensaste em ser realizador ou ator?

A série de regresso às aulas surgiu como a minha “ponte de lançamento” (se o devo chamar assim) em 2016. Foi com estes mini sketches que o meu canal ficou a ser reconhecido e, por isso, todos os anos procuro falar sobre o tema de uma forma ou de outra. Mais recentemente criei mesmo uma série, com personagens e uma história e não estava à espera do impacto que ia criar nas pessoas, daí ter feito uma pausa na mesma para gravar mais episódios e continuar a história em 2019, mas de forma consistente. Quanto aos novos episódios não posso adiantar grande coisa, além de que espero superar as minhas próprias expectativas. Quanto a ser realizador ou ator, acho que acabo já por fazer um pouco das duas, mas adorava aprofundar os meus conhecimentos e experiências na área de ator, sem dúvida.

  • Estiveste durante algum tempo na universidade, mas depois saíste para te dedicares ao YouTube, mas se não tivesses o YouTube o que é que gostavas de fazer?

Gostava de trabalhar em marketing e publicidade. Era o curso que estava a tirar e a estratégia de trabalhar com marcas sempre foi algo que me interessou muito. Além disso, a área de jornalismo também interessou muito por isso sem dúvida que me iria manter na área da comunicação, de uma forma ou de outra.

  • Um dos grandes obstáculos na produção de vídeos é a criação de conteúdo original, onde é que vais buscar as ideias para os teus vídeos?

Essencialmente tento analisar muito aquilo que se passa ao meu redor, e a partir daí há um conjunto de coisas que vamos vendo e ouvindo que inevitavelmente se torna na nossa influência, por isso não há um local em específico onde vou buscar ideias, vão surgindo… e só assim é que se consegue atingir a originalidade.

  • Já não é um tema muito falado como foi antes, o que está errado, por isso o que é que achas do aquecimento global?

O aquecimento global, na minha opinião, é um tema que cada vez mais está a ser falado e deve, acima de tudo, ser falado. Podia-me alongar imenso nesta questão porque teria que recorrer a outras questões subordinantes mas acho que nós, como seres humanos e tendo a capacidade cognitiva que temos devíamos reconhecer os vários atos que a nossa espécie teve e tem, no presente e as consequências que isso trará no futuro. Acho que o primeiro passo é sermos conscientes e termos noção disso, a partir daí as ações ficarão para quem for inteligente o suficiente ao ponto de alterar algumas das suas práticas, estilo de vida, entre outros…

  • Já vi que gostas de acompanhar as novidades Apple, por isso a minha questão é, já utilizaste Android e porque é que gostas mais de Apple?

Já utilizei sim e neste momento opto por ter tudo da Apple devido ao ecossistema. Está tudo demasiado bem feito para que o utilizador se sinta satisfeito e isso, para mim, é o mais importante. Embora seja super overpriced, acho que vale totalmente a pena e não me arrependo de nenhum artigo que tenha comprado (e tenho alguns…).

  • Qual é o teu gadget preferido da Apple?

AirPods, sem dúvida. Já saí de casa sem as chaves, mas nunca sei os AirPods ahah…

  • Sendo isto um blog de tecnologia não podia de deixar de te perguntar se acompanhas as novidades tecnológicas e se gostas da velocidade a que a tecnologia evolui?

Acompanho e sigo até alguns canais relacionados com essa temática e é algo pelo qual sou, devo confessar, apaixonado. Gosto imenso de tecnologia e se pudesse tinha sempre os últimos lançamentos comigo e claro, adoro a velocidade a que esta área está a evoluir principalmente por melhorar, na minha opinião, significativamente a vida de muitos de nós 🙂

Anúncios
%d bloggers like this: